Curitiba deixa de ser a capital do cigarro

Não ao tabagismo

Curitiba deixa para trás o título de capital com o maior número de fumantes e avança nas ações contra o tabagismo, segundo dados da pesquisa Vigitel 2018, que compõe o sistema de Vigilância de Fatores de Risco para doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) do Ministério da Saúde.

Após dois anos consecutivos (2016 e 2017) com o título de capital com o maior número percentual de fumantes do país, Curitiba registrou o menor índice de fumantes (11,4%) da história da capital paranaense. A pesquisa revela que de 2017 para 2018, a cidade possui 60 mil fumantes a menos.

Ainda segundo a pesquisa, Curitiba ficou atrás de atrás de cidades como São Paulo (12,5%) e Porto Alegre (14,4%), assumindo a terceira posição do ranking.

Desde 2017, o Instituto Curitiba de Saúde tem trabalhado para contribuir com a redução destes indicadores. O Núcleo de Atenção à Saúde (NAS) disponibilizada aos mais de 75 mil beneficiários do plano de saúde um programa voltado ao tratamento do tabagismo.

O programa “Mais Vida, Menos Tabaco” foi desenvolvido com base nas diretrizes do Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT) do INCA e Ministério da Saúde, é realizado através de encontros terapêuticos em grupo e inclui acompanhamento com médico pneumologista.

O tratamento objetiva a aprendizagem de um novo comportamento através da conscientização dos hábitos e gatilhos vinculados ao ato de fumar, criando novas formas que evitam levar o cigarro à boca.

O programa tem boa aceitação e procura por parte dos beneficiários, e tem revelado bons indicadores. Cerca de 75% dos participantes cessaram totalmente o uso do tabaco, e outros conseguiram diminuir a dependência do cigarro.

Quatro grupos de tratamento já foram realizados este ano, e um novo grupo inicia as atividades em setembro. Os interessados em participar podem fazer a inscrição ao programa no Núcleo de Atenção à Saúde, através do email nasics@ics.curitiba.pr.gov.br ou telefone 3330-6095.

Não ao tabagismo
Compartilhe esta notícia: